Como financiar um carro? O que você precisa saber

Como financiar um carro? O que você precisa saber

Comprar um carro novo é uma necessidade corriqueira na vida dos brasileiros. Afinal, andar de transporte público ou gastar muito com um carro antigo não é muito vantajoso quanto ao conforto e o bolso. Mas, afinal, como financiar um carro?

Neste artigo, você conhecerá tudo o que precisa saber sobre o serviço de financiamento, além de inteirar-se sobre cada etapa do processo. Assim, ao final do texto, sairá com o conhecimento necessário para tomar uma boa decisão.

Como funciona o financiamento de veículos?

Existem 3 modalidades diferentes de financiamento atualmente. Cada uma possui suas próprias características e cabe a você decidir qual se encaixa melhor nas suas condições financeiras.

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

No CDC, você financia o veículo escolhido direto com a instituição financeira, parcelando o valor total em mensalidades fixas e pagando um valor de entrada à vista. Dependendo da classificação do seu CPF, pode ser feito até sem entrada.

Normalmente, o parcelamento pode ser feito em até 60 vezes (mas a melhor opção fica entre 36 e 48 parcelas) e, junto às parcelas, também é pago uma taxa de juros, que varia de acordo com o banco.

Até o final da quitação da dívida, o veículo fica alienado ao banco, isto é, não é permitido negociá-lo. No entanto, em no máximo 5 dias após a quitação total, o veículo já está liberado automaticamente (veja em nosso blog os procedimentos para liberação do veículo após a quitação do financiamento).

Leasing

O leasing é um tipo de financiamento pouco utilizado pelos consumidores. Assim como no CDC, as mensalidades são fixas, incluem taxas de juros e o negócio pode ser feito junto a uma instituição financeira.

A diferença é que o automóvel fica no nome da empresa e o cliente o utiliza em forma de aluguel. Assim, o carro só será propriedade do consumidor ao término do pagamento das parcelas.

Consórcio

O consórcio é bastante conhecido e é a modalidade preferida daqueles que não têm pressa em adquirir o veículo novo.

Ao entrar num consórcio, você se junta a um grupo de investidores e paga prestações do valor total do carro. Dependendo da empresa de consórcio, são entregues um ou mais carros por mês. No final, todos do grupo saem com um veículo em mãos.

Vantagens e desvantagens do financiamento

Existem inúmeras vantagens ao se financiar um veículo, mas também existem algumas desvantagens que merecem bastante atenção.

CDC e Leasgin

Por se tratarem de modalidades bastante parecidas, as vantagens e as desvantagens são praticamente as mesmas.

Em ambos os financiamentos você não precisa ter o valor do veículo em mãos e sai com o automóvel no início do negócio. Além disso, existe a possibilidade de adiantar parcelas e ganhar descontos com isso.

Outra vantagem é a quantidade de opções de financiamento que existem no mercado, especialmente para o CDC. Assim, fica mais fácil encontrar taxas de juros que cabem no seu bolso.

Em relação à quantidade de parcelas, as prestações mais longas são encontradas apenas no CDC. No leasing, o máximo costuma ser três anos.

As desvantagens se dão por conta das taxas de juros, que podem fazer o valor final do financiamento ultrapassar muito o valor à vista do carro. Por isso, tente evitar parcelas que se estendem por muito tempo.

Consórcio

A vantagem do consórcio é que não é preciso dispor de um valor de entrada na grande maioria dos casos. Também não são cobradas taxas de juros, mas existe um custo de administração cobrado pela instituição.

A desvantagem fica por conta do valor da parcela que não é fixa, pois, pode aumentar ou diminuir, acompanhando o valor de mercado do automóvel.

Etapas de um financiamento

Antes mesmo de procurar uma instituição financeira, o primeiro passo é pesquisar. Faça simulações na internet, conheça as taxas de juros de cada banco e entenda que tipo de parcelamento mais cabe no seu bolso.

Já com o carro em mente procure a loja que você escolheu para negociar ou sua agência bancária para começar o financiamento. Tenha sempre ao seu alcance documentações importantes e em dia, como um comprovante de residência, de renda e documentos de identidade originais, pois serão solicitados no momento da negociação. A grande maioria dos bancos exigem que você tenha CNH para poder financiar.

Antes de fechar qualquer negócio, leia atentamente o contrato e veja se tudo está de acordo com o que foi negociado e com as suas capacidades financeiras. Financiar um veículo não é tão complicado, são necessário apenas atenção e planejamento.

Agora que você já sabe como financiar um carro, que tal conhecer as principais categorias de veículos e já começar a escolher o melhor para você?

Deixe um comentário